Lugares da Covid-19 no contexto dos conflitos socioespaciais pela dignidade no Chile

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18055/Finis20309

Resumo

O objetivo do manuscrito é refletir sobre a construção de lugares COVID-19 no contexto de conflitos sócio-espaciais pela dignidade no Chile. A 18 de outubro de 2019, um conflito explodiu no país, desafiando as formas de governança nacional naturalizados há décadas. O reconhecimento da qualidade de ser humano e bem-estar para uma vida digna, como a solidariedade intergeracional, a garantia de direitos como saúde pública de qualidade, igualdade de gênero, vida livre de contaminação, marcaram a agenda de mobilizações e protestos em massa. Quando os não-lugares começaram a transformar-se em lugares, surge a crise na política de saúde em torno da COVID-19, o que poderia ensinar o alcance da construção das grandes desigualdades no país e o desafio imperativo de promover um trabalho multidisciplinar que, por sua vez, estreita os vínculos entre universidade e sociedade civil, para enfrentar esse desastre do século XXI.

Downloads

Publicado

2020-11-11