Cidade pós-Covid: do que estamos a falar?

Janelas de oportunidade para uma cidade mais resiliente e igualitária

Autores

  • Alberto Rodríguez-Barcón Centro de Investigação do Território, Transportes e Ambiente (CITTA), Faculdade de Engenharia, Universidade do Porto https://orcid.org/0000-0002-9266-3199

DOI:

https://doi.org/10.18055/Finis20326

Resumo

À medida que a pandemia progride para todos os cantos do globo, torna-se mais notável como essa crise está a minar alguns dos aspectos centrais que dão sentido à vida urbana. Neste cenário, o futuro planeamento urbano precisa aprender a implementar modelos de cidades capazes de responder a este tipo de desafios. As constantes reflexões que aparecem regularmente coincidem em apontar que a COVID-19 interrompeu a dinâmica da cidade contemporânea, revelando fragilidades significativas em termos de gestão, coesão social e planeamento. A partir destas evidências, os estudiosos argumentam que um novo modelo de cidade surgirá quando superarmos essa crise. Mas que tipo de cidade? Através da revisão da literatura, este artigo identifica quatro áreas centrais que sustentam a  construção da nova cidade pós-COVID, instando a um apelo global e multidisciplinar para o debate e reflexão conjunta sobre as oportunidades que se abrem neste contexto de crise global.

 

 

Biografia Autor

Alberto Rodríguez-Barcón, Centro de Investigação do Território, Transportes e Ambiente (CITTA), Faculdade de Engenharia, Universidade do Porto

 

 

Downloads

Publicado

2020-11-11