Acessibilidade e utilização dos espaços verdes urbanos nas cidades de Coimbra (Portugal) e Salamanca (Espanha)

  • Alejandro Goméz
  • Cláudia Costa
  • Paula Santana

Resumo

Numa sociedade que valoriza cada vez mais o bem estar, a saúde e a ocupação dos tempos livres, a oferta de espaços verdes urbanos (EVU) próximos da residência tem-se convertido num direito e numa exigência dos cidadãos. Neste artigo apresenta-se a distribuição e acessibilidade dos EVU nas cidades de Coimbra e Salamanca, é avaliada a frequência e a idade dos utilizadores e, ainda, a motivação e forma de desfrutar esses espaços. Em Coimbra verifica-se concentração e em Salamanca dispersão, com repercussões na sua utilização. De facto, apesar de Coimbra oferecer mais espaço verde urbano por habitante, a utilização é baixa e a deslocação é feita, maioritariamente, de carro, contrariamente ao que é observado em salamanca. Em consequência os conimbricenses escolhem os EVU pelas actividades que aí poderão realizar e os salmantinos pela proximidade.
Secção
Artigos