Sobre a Revista

Âmbito, objetivos e princípios de publicação da RPE

A Revista Portuguesa de Educação publica estudos científicos originais realizados na área da Educação.

A revista aceita a submissão de manuscritos sobre investigação empiricamente sustentada ou textos de reflexão teórica inovadora que contribuam para o avanço do conhecimento em temáticas como inclusão social, cidadania, direitos humanos; políticas, governação e organização escolar; pedagogia e educação formal (sala de aula, professores, alunos e didática), não formal e informal; e artigos de interface entre estas e outras áreas afins à da Educação. Sendo um dos desígnios da RPE o de contribuir para o fortalecimento da comunidade científica em que se enquadra, aceita a submissão de trabalhos situados num contexto internacional e redigidos numa de quatro línguas, nomeadamente o português, o espanhol, o inglês ou o francês. Estimula ainda a publicação de trabalhos de jovens investigadores, a par de nomes reconhecidos na área científica em que se inscreve.

O processo de seleção e de publicação dos manuscritos submetidos à RPE atende à qualidade e à relevância social dos objetos de indagação bem assim como à pluralidade dos paradigmas científicos assumidos e discutidos, das disciplinas e de vozes que constroem saber sobre questões fundacionais e controversas no campo da Educação. A direção da RPE reserva-se, porém, o direito de não aceitar para publicação mais do que um texto por autor/biénio, sendo por isso desaconselhadas novas submissões realizadas num espaço temporal inferior a um ano.

Para além dos manuscritos submetidos individualmente, a RPE aceita propostas de núcleos temáticos, constituídos por 5 ou 6 artigos (ver Normas para Núcleo Temático). Aceita também propostas de recensão crítica de livros, publicados nos últimos 3 anos. Os autores podem ainda submeter recensões de obras mais antigas, na condição de que aportem olhares inovadores e críticos, devidamente fundamentados.

Os conteúdos dos manuscritos submetidos e as opiniões neles expressas são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Todavia, não serão aceites textos com conteúdos e linguagem de natureza racista, sexista, xenófoba, homofóbica ou de algum outro modo discriminatória.  

A RPE autoriza e recomenda aos seus autores e autoras o autoarquivo da versão publicada do trabalho em repositórios institucionais.

Processo de Revisão por Pares

Todos os artigos submetidos para publicação serão objeto de uma análise preliminar por parte da Direção, que terá como critérios de aceitação para avaliação:

a) respeito pelas políticas editoriais e cumprimento integral das condições de submissão;

b) inscrição explicita do conteúdo do manuscrito no campo da Educação ou a discussão de contributos relevantes;

c) conformidade do conteúdo do manuscrito ao esperado de um artigo científico;

d) uso de conteúdo e/ou linguagem não discriminatórios.

Observadas estas condições, o conteúdo dos manuscritos é submetido a deteção de plágio. Em caso de suspeita de conduta inadequada, o(s) autor(es) é/são contatado(s) pela Direção para o esclarecimento das questões ou das dúvidas suscitadas. O texto poderá ou não prosseguir para avaliação em função do resultado desse processo, cabendo à Direção da RPE essa decisão.

Os trabalhos em conformidade serão avaliados em regime de duplo anonimato (double-blind review) por especialistas externos, membros do Conselho Editorial ou avaliadores selecionados ad hoc. Os critérios de avaliação seguidos pelos avaliadores são os seguintes:

a) Originalidade e relevância do trabalho;

b) Consistência na argumentação;

c) Fundamentação teórica e empírica;

d) Adequação das opções metodológicas;

e) Atualidade da bibliografia de referência;

f) Clareza da exposição e organização;

g) Correção textual.

Em caso contradição nos pareceres recebidos, poderá ser solicitada uma nova avaliação. A decisão final de publicação caberá à Direção da revista.

Estima-se um período de 6 meses a 1 ano para os processos de avaliação e publicação.

O processo editorial é detalhado no seguinte fluxograma:

 

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que a disponibilização gratuita do conhecimento científico ao público proporciona maior democratização do conhecimento.

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

a) Bases de Indexação

SciELO Portugal (http://www.scielo.gpeari.mctes.pt),

SciELO Citation Index da Clarivate Analytics (https://clarivate.com/),

SCOPUS da Elsevier (https://www.scopus.com/search/form.uri?display=basic)<p\>

b) Diretórios

DOAJ (Directory of Open Access Journals – http://www.doaj.org),

Catálogo Latindex (Sistema Regional de Informação em Linha para Revistas Científicas da América Latina, o Caribe, Espanha e Portugal - http://www.latindex.org),

REDIB (https://www.redib.org/),

ERIH Plus (https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/)

c) Bases de Dados

RedALYC (Rede de Revistas Científicas de América Latina y El Caribe, España y Portugal – http://www.redalyc.com),

MIAR (http://miar.ub.edu/issn/0871-9187),

PUBLINDEX (http://www.colciencias.gov.co/content/publindex)

Avaliação Qualis CAPES

2017 - A1 (Educação)

Lista de Avaliadores

Produção Editorial

Ana Arqueiro e Joana Lúcio (Revisão Linguística)

Joana Lúcio e Adriana Silva (Secretariado)

Cataria Soares Barbosa (Design)

 

CÓDIGO ÉTICO

As normas de conduta ética da RPE baseiam-se no “Code of Conduct and Best Practice for Journal Editors of the Committee on Publication Ethics” (COPE) e no Código de Ética da American Educational Research Association (AERA). Assentam em 3 princípios, que se dirigem quer a editores como a revisores e autores:

  • Responsabilidade profissional, científica e académica;
  • Integridade;
  • Respeito pela diversidade, dignidade e direitos humanos.

COMPROMISSOS DOS EDITORES

1. Responsabilidade profissional, científica e académica

  • Os editores da RPE estão conscientes da responsabilidade científica envolvida na disseminação de conhecimento educacional rigoroso. Enquanto revista de acesso aberto, a RPE contribui para o bem público, fazendo avançar o conhecimento científico e académico disponível;
  • Ao aceitar ser editor/a para a RPE, os editores obrigam-se a prestar um serviço de elevada qualidade e no melhor das suas capacidades e conhecimento;
  • Os editores são responsáveis pelo que se publica na RPE. Asseguram os processos de garantia de qualidade (como deteção de plágio, entre outros), de arquivo e de divulgação alargada dos textos publicados;
  • A decisão de aceitação ou de rejeição de um artigo para publicação é baseada na importância, originalidade e clareza do texto, bem como na sua relevância para a missão da revista;
  • Os editores asseguram a seleção dos revisores mais qualificados para a avaliação de artigos, num mínimo de 2 por artigo.

2. Integridade

  • Os editores comprometem-se a manter os autores informados do processo de submissão, avaliação e publicação, bem como a garantir que este processo decorra no menor espaço de tempo possível;
  • Os editores asseguram a confidencialidade do processo de revisão dupla cega por pares (peer double-blind), bem como o anonimato de autores e avaliadores. Supervisionam todos os envolvidos no processo editorial, garantindo o estrito cumprimento da confidencialidade de todo o processo;
  • Os editores publicarão todos os textos aceites para publicação, exceptuando-se os casos em que se detetem erros grosseiros ou conduta ética reprovável (plágio ou outra prática grosseira) após aceitação;
  • Em caso de deteção de plágio ou de outra prática grosseira, os editores seguirão as orientações do COPE (ver flowchart para práticas de plágio em https://publicationethics.org/resources/flowcharts);
  • Os editores estão disponíveis para publicar correcções, clarificações, retractações e desculpas sempre que necessário;
  • As decisões editoriais e de publicação não são determinadas por políticas, agências, entidades, ou pessoas externas à RPE.

3. Respeito pela Diversidade, Dignidade e Direitos Humanos

  • As decisões editoriais não são influenciadas pelas origens do manuscrito, incluindo a nacionalidade, etnia, crenças políticas, raça ou religião dos autores;
  • Apesar do conteúdo e da linguagem dos artigos serem da responsabilidade dos autores, os editores não permitem que textos com conteúdo ou linguagem discriminatória e/ou ofensiva/o para um determinado grupo social entrem no processo de avaliação.

 

COMPROMISSOS DOS AUTORES

1. Responsabilidade profissional, científica e académica

  • Os autores devem ler cuidadosamente a descrição do Âmbito, objetivos e princípios de publicação da RPE, assegurando que o manuscrito submetido tem qualidade e constitui um contributo relevante para ser disseminado internacionalmente;
  • No caso de autoria coletiva, e previamente à submissão do artigo, os autores consensualizam entre si o modo como vão surgir associados à publicação. A ordem dos autores reflete o seu grau de implicação e de responsabilidade e todos devem ter dado um contributo significativo para a investigação;
  • Os autores comprometem-se a declarar que não há conflitos de interesse que possam ter influenciado os resultados ou conclusões do trabalho;
  • Os autores devem indicar fontes de financiamento ou projetos que apoiam o trabalho desenvolvido no artigo;
  • Quando solicitados, os autores partilham os dados do artigo com o editor, de modo a confirmar um resultado ou a responder a questões que possam advir no decurso da revisão;
  • Quando um autor identifica um erro importante no seu artigo, deve informar imediatamente o editor da RPE e dar a informação necessária para corrigi-lo. O editor inserirá uma nota de correção no artigo publicado.

2. Integridade

  • Os autores dos artigos enviados à RPE asseguram que o trabalho é original e não foi publicado ou submetido noutro lado;
  • Os autores não falsificam ou fabricam dados, fontes, resultados, conclusões ou credenciais;
  • Os autores devem indicar explicitamente, dar crédito e referenciar outros autores sempre que: usem dados ou material literal do seu trabalho; indicam corretamente as fontes e reconhecem os contributos mencionados no artigo, evitando usar o trabalho de outros como sendo seu, evitando assim práticas de plágio (i.e., grandes porções de texto e/ou dados de outrem, apresentados como se fossem do próprio);
  • Os autores comprometem-se a obter consentimento informado, oral ou escrito, dos participantes na investigação ou dos seus representantes legais, sempre que eticamente recomendado. Devem estar preparados para apresentar o consentimento ao editor se solicitado, ou a autorização para o estudo, conferida por uma entidade competente.

3. Respeito pela Diversidade, Dignidade e Direitos Humanos

  • Os autores comprometem-se a não usar linguagem ofensiva, discriminatória ou abusiva, nomeadamente no que diz respeito a: “raça”; etnia; cultura; origem nacional; género; orientação sexual; idade; religião; língua; incapacidade/ deficiência; condições de saúde; estatuto socioeconómico; estatuto marital, doméstico ou parental, ou qualquer outro;
  • Os autores asseguram a proteção da confidencialidade de informação, de modo a assegurar a integridade da investigação e a proteção de informação de natureza sensível obtida no curso da investigação.

 

COMPROMISSOS DOS REVISORES

1. Responsabilidade profissional, científica e académica

  • Ao aceitar rever textos para a RPE, os revisores obrigam-se a prestar um serviço de elevada qualidade e no melhor das suas capacidades e conhecimento;
  • Os revisores devem seguir os critérios de avaliação indicados pela RPE, bem como respeitar os prazos de entrega do parecer, por respeito aos autores e ao seu trabalho.

2. Integridade

  • Os revisores comprometem-se a realizar uma revisão imparcial, honesta, construtiva e informativa. Devem informar o(s) autor(es) sobre investigação relevante que deve ser citada;
  • Os revisores devem informar o editor de qualquer prática infratora da conduta ética do autor que detetem aquando do processo de revisão;
  • Os revisores devem recusar fazer uma avaliação se identificarem o(s) autor(es) e/ ou o trabalho ou se houver conflitos de interesse (pessoal, profissional, financeiro ou outro) da sua parte;
  • Os revisores devem tratar o trabalho sob revisão como sendo confidencial. Não devem discuti-lo com outros nem usar a informação a que acedem para proveito próprio.

3. Respeito pela Diversidade, Dignidade e Direitos Humanos

  • Os revisores devem usar uma linguagem construtiva, objetiva, isenta de preconceito ou malícia nas suas apreciações.

 

A Revista Portuguesa de Educação adere às normas do código de conduta ética do Comité de Ética na Publicação (COPE): http://publicationethics.org/resources/code-conduct

Histórico da Revista

A RPE é publicada semestralmente pelo Centro de Investigação em Educação (CIEd) do Instituto da Educação da Universidade do Minho
https://www.ie.uminho.pt/pt/investigacao/Paginas/CIEd.aspx

Fundada em 1988, a RPE é uma das mais antigas publicações periódicas de carácter científico sobre Educação em Portugal, tendo vindo a constituir-se, desde então, numa revista de referência internacional.