POLÍTICA EDUCACIONAL BRASILEIRA E AS DIRETRIZES DO BANCO MUNDIAL

  • Josélia Schwanka Salomé Universidade Tuiuti do Paraná – UTP
  • Neuzita de Paula Soares Universidade Estadual Paulista – UNESP

Resumo

Este artigo apresenta uma análise das diretrizes do Banco Mundial para a consolidação de políticas educacionais no Brasil. De modo mais preciso, retoma alguns aspectos históricos internacionais que sedimentaram a implementação do neoliberalismo na educação tal como se configura na atualidade. Aponta que a educação posta a serviço do mercado apresenta-se reduzida ao ensino de rudimentos para servir ao capital materializando as proposições do Banco construídas no transcorrer da história educacional brasileira.

Publicado
2018-12-24