Representações sociais de universitários sobre Biotecnologia na graduação de biomedicina

  • Junior Araujo Sousa Universidade Católica de Santos - UNISANTOS, São Paulo, Brasil.
Palavras-chave: Área de atuação profissional, Instituições Acadêmicas, Organizações de Normalização Profissional, Representações Sociais, Participação Democrática.

Resumo

A Biotecnologia é uma área especifica do conhecimento importante para vários segmentos da Sociedade, sendo de extrema importância conhecer o ensino dessa disciplina e as Representações Sociais dos alunos nas graduações em Biomedicina. Essa pesquisa procurou explorar e analisar as Representações Sociais de Alunos na Graduação em Biomedicina e a influência da ausente habilitação no Ensino. O Projeto foi submetido e aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos. Foi utilizado um kit de pesquisa para aplicação do questionário, dividido em áreas temáticas, buscando-se informações sobre as Representações Sociais no tema. Participaram como voluntários, 26 discentes dos 7º/8º semestres do curso de Biomedicina, período noturno de duas Universidades no Estado de São Paulo, Brasil.Conclui-se que a ausência da habilitação em Biotecnologia tem sua influência no ensino na graduação, com base em todas as variáveis diagnósticas encontradas, sendo necessária a regulamentação para os profissionais Biomédicos.

Biografia do Autor

Junior Araujo Sousa, Universidade Católica de Santos - UNISANTOS, São Paulo, Brasil.
Doutorando em Saúde Coletiva pela Universidade Católica de Santos - Unisantos, ênfase em grupos de situação de vulnerabilidade,Mestre em Biotecnologia pela Universidade de Mogi das Cruzes - UMC, possui graduação em Biomedicina pela Universidade Paulista-UNIP, com habilitação em Análises Clinicas.
Publicado
2017-06-24