A cena da crítica contemporânea: artes expandidas & sociedades contraídas

Autores

  • Luiz Fernando Ramos Departamento de Artes Cénicas da Universidade de São Paulo /CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Resumo

O texto parte da perspectiva de uma cena expandida em que os campos artísticos sev- eral estão misturados em novas formas, híbridos e transgénicos. Discute a tensão entre a suposta essência e especificidade de cada uma das artes (teknês) e esta expansão diluindo as fronteiras. Propõe então a noção de uma mimese performativa, diferenciada da mimese dramática, projectando todas estas artes distintas num campo comum em que meios diferentes se misturam. Face a estas premissas, reflectimos sobre a questão da crítica artística no contem- poraneidade, retomando o ensaio de David Hume sobre o Padrão do Gosto em contraste com o Crítico de Julgamento de Immanuel Kant e discutindo a hegemonia da filosofia deleuziana nos presentes ensaios críticos sobre arte.

 

CRÍTICA DE TEATRO / ESFERA PÚBLICA / MIMESIS / PERFORMANCE / CRÍTICA DE ARTE

Downloads

Publicado

2019-03-19

Como Citar

Ramos, L. F. (2019). A cena da crítica contemporânea: artes expandidas & sociedades contraídas. Sinais De Cena, (3), 11–23. Obtido de https://revistas.rcaap.pt/sdc/article/view/17486

Edição

Secção

Dossiê temático