ELDERLY WOMEN’S LIFE STYLES AND LEVELS OF PHYSICAL ACTIVITY: A PILOT STUDY Estilos de vida em idosas e níveis de atividade física: um estudo piloto

  • David Catela Instituto Politécnico de Santarém
  • Carlos Gonçalves
  • Pedro Santa
  • Joana Fiúza
  • Ana Paula Seabra Instituto Politécnico de Santarém
Palavras-chave: Idoso, Estilo de Vida, IPAQ, Atividade Física, Elderly, Life Styles, Physical Activity

Resumo

O Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ) é uma medida padronizada para estimar a prática habitual de atividades físicas. A finalidade deste estudo piloto foi analisar as diferenças entre dez praticantes regulares de ginásio (68,60 ± 3,57 anos de idade) e dez estudantes de uma Universidade Sénior sem atividade física formal (grupo informal) (71,30 ± 5,54 anos de idade). Os resultados mostraram que o dispêndio energético não depende unicamente da atividade física regular e controlada num centro de Fitness, e que a atividade motora funcional, como o transporte ativo e as atividades domésticas e de jardim, resultou em gastos energéticos semelhantes. Sugere-se que programas que combinem dispêndio energético e atividades motoras de vida diária são uma boa solução para a valorização da qualidade de vida e uma alternativa a práticas de Fitness mais padronizadas.

 

ABSTRACT

The International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) is a standardized measure to estimate habitual practice of physical activities.Because of the specificity of different elderly’s life styles, and, consequently, modes of physical activity, the purpose of this pilot study was to analyze differences among ten regular gym practitioners (fitness group) (68,60±3,57 years of age) and ten Senior University students without gym practice (informal group) (71,30±5,54 years of age). The results showed that energy expenditure doesn’t depend solely on regular and controlled physical activity at a Fitness center, and that functional motor activity, as daily life active transportation and domestic and garden activities, resulted in similar energy expenditure. It’s suggested that programs combining energy expenditure and daily life motor activities is a good solution for quality of life enhancement, and an alternative to more standardized fitness practices.

Publicado
2017-09-25