ASPECTOS DAS ONDAS OCEÂNICAS EM ÁREAS DE EROSÃO COSTEIRA. LITORAL DO ESPÍRITO SANTO, BRASIL

  • Luana Aparecida Castro Firmino UFF-Universidade Federal Fluminense
  • Eduardo Manuel Rosa Bulhões UFF-Universidade Federal Fluminense

Resumo

O objetivo deste artigo é caracterizar o padrão das ondulações incidentes e o comportamento das ondas de maior energia que atingem o litoral do Espírito Santo (ES), Brasil. Dados medidos por bóia oceânica e simulações para águas rasas foram utilizados para identificar este padrão. Encontrou-se que as ondas de maior energia ocorrem devido à aproximação de sistemas ciclônicos que geram, sobre o oceano, condições tempestuosas de sudoeste. No entanto, o litoral é praticamente todo protegido destas ondulações. A ligeira inflexão dos marulhos para sul ou para sudeste expõe diferentes segmentos do litoral frente às tempestades. Adicionalmente, as condições identificadas como estáveis associadas à ação do Anticiclone Subtropical do Atlântico Sul geram a maior energia para a linha de costa quando os ventos são fortes (Beaufort 7). Por fim, conclui-se que as maiores ondulações captadas pelos modelos regionais e por bóias oceânicas ocorrem do quadrante sudoeste no entanto, a análise de ondas junto à linha de costa revela que são as condições severas de ventos de nordeste que direcionam a maior energia de ondas e que apenas análises particularizadas junto à linha de costa podem contribuir, de fato, aos projetos de defesa ou proteção costeira do litoral.

Biografias do Autor

Luana Aparecida Castro Firmino, UFF-Universidade Federal Fluminense
Bacharel em Geografia. Laboratório de Geografia Física. Universidade Federal Fluminense.
Eduardo Manuel Rosa Bulhões, UFF-Universidade Federal Fluminense
Doutor em Geologia e Geofísica Marinha. Programa de Pós-Graduação em Geografia. Universidade Federal Fluminense.
Publicado
2020-03-22