MÉTODO PARA LOS ESTUDIOS DEL PERIURBANO: UNA EXPERIENCIA LATINOAMERICANA

  • Everaldo Batista Costa Departamento de Geografia da Universidade de Brasília, Brasil, Distrito Federal.
  • Norma Rodríguez Centro de Investigaciones en Geografía Ambiental, Universidad Nacional Autónoma de México
  • Antonio Vieyra Centro de Investigaciones en Geografía Ambiental, Universidad Nacional Autónoma de México
  • Yadira Méndez-Lemus Centro de Investigaciones en Geografía Ambiental, Universidad Nacional Autónoma de México

Resumo

O periurbano é um espaço dialeticamente periférico e derivado, aberto e seletivo, descontínuo e fracionado; uma centralidade excêntrica. Essa simultaneidade de dimensões espaciais dificulta a adoção de um método que capte sua complexidade e movimento. O objetivo deste artigo é fornecer elementos para a abordagem metódica (do universal abstrato ao singular concreto) relativa aos estudos do periurbano, desde os casos dos ejidos em Morélia, Michoacan, México. Metodologicamente, o estudo considera: i) uma proposta teórico-metodológica vinculada ao ejido periurbano no México; ii) a gênese e processo do ejido como espaço de formação local-global, urbano-rural, com suas estruturas de poder e; iii) uma aproximação à essência do ejido periurbano, em busca da concreção do fenômeno, através das condições de existência dos ejidatarios. São compreendidas as transformações rural-urbano através de uma leitura fenomenológica e dialética do ejido e do ejidatarios, desde a experiência mexicana.

Biografias do Autor

Everaldo Batista Costa, Departamento de Geografia da Universidade de Brasília, Brasil, Distrito Federal.

Professor doutor do Depto. de Geografia da Universidade de Brasília (UnB). Coordenador do Grupo de Pesquisas CNPq Cidades e Patrimonialização na América Latina e Caribe (GECIPA).

Norma Rodríguez, Centro de Investigaciones en Geografía Ambiental, Universidad Nacional Autónoma de México

Doctorado en el Centro de Investigación en Geografía Ambiental, CIGA, Universidad Nacional Autonoma de México

Antonio Vieyra, Centro de Investigaciones en Geografía Ambiental, Universidad Nacional Autónoma de México

Centro de Investigaciones en Geografía Ambiental, Universidad Nacional Autónoma de México

Yadira Méndez-Lemus, Centro de Investigaciones en Geografía Ambiental, Universidad Nacional Autónoma de México

Investigadora del Centro de Investigaciones en Geografía Ambiental, Universidad Nacional Autónoma de México,

Publicado
2019-08-30
Secção
Artigos