GÊNERO E TRABALHO DOMÉSTICO E COMUNITÁRIO UM DEBATE A PARTIR DAS ORGANIZAÇÕES ECONÔMICAS DE MULHERES RURAIS DA ZONA DA MATA MINEIRA (MG, BRASIL)

  • Ana Paula de Moura Varanda Universidade do Estado de Minas Gerais

Resumo

O artigo discute as relações entre gênero, agroecologia e práticas econômicas domésticas e comunitárias, a partir de reflexões que derivam da aplicação de metodologias de investigação participativas junto a organizações econômicas de mulheres situadas na região da Zona da Mata Mineira (MG, Brasil).
O diálogo com as trajetórias, as experiências de vida e de trabalho dessas mulheres demonstram a relevância das atividades domésticas e extradomésticas femininas na estruturação da agroecologia, na composição da renda familiar e na organização material da vida das comunidades rurais.
As inúmeras conquistas relatadas a partir de seus processos organizativos, e, os desafios apresentados à manutenção e aperfeiçoamento de suas atividades, nos trazem à reflexão a necessidade de vislumbrarmos uma pluralidade de feminismos, identificados através das relações entre gênero, raça/etnia, trabalho e espaço.

Publicado
2019-12-20
Secção
Artigos