REFLEXÃO TEÓRICA SOBRE O PAPEL DA DOCÊNCIA UNIVERSITÁRIA E DA INVESTIGAÇÃO NA FORMAÇÃO DE UMA CIDADANIA SUSTENTÁVEL EM TETE (MOÇAMBIQUE)

  • Elton Laissone Faculdade de Gestão dos Recursos Naturais e Mineralogia, Universidade Católica-Tete
  • Filomena Amador Departamento de Educação e Ensino a Distância, Universidade Aberta e Investigadora no Centro de Investigação Didática Tecnologia e Formação de Formadores, Universidade de Aveiro
  • Teresa Joaquim Departamento de Ciências Sociais e de Gestão, Universidade Aberta e Centro das Migrações e Relações Interculturais (CEMRI)

Resumo

A crise da sociedade moderna aconselha os/as investigadores/as a não se limitarem à explicação dos factos, mas a assumirem um papel de intervenção social na construção de identidades e de sentidos. Este estudo pretende debater o papel do/a investigador/a na formação de cidadanias ativas e engajadas em Tete (Moçambique), adotando como referência o conceito de “cidadania sustentável”. Por um lado, a crise social desperta a necessidade de uma intervenção cidadã local e de uma valorização de saberes tradicionais no que
podemos considerar o reconhecimento de um quadro identitário e epistemológico em que, sem perder o sentido do global, se tenha em atenção as realidades locais. O trabalho assume-se como de reflexão teórica, suportado por um conjunto de dados empíricos, em que se procura olhar para o/a investigador/a como pessoas que buscam o sentido da cidadania, com vista a uma prática engajada, no tempo e no espaço em que lhe cabe trabalhar.

Publicado
2019-12-20
Secção
Artigos