O uso da narrativa no paradigma da investigação qualitativa

  • Isabel Barroso da Silva Instituto Politécnico de Santarém/Escola Superior de Saúde de Santarém/UMIS/UIIPS/ doutoranda em Enfermagem, área de Especialização em Enfermagem Avançada na UCP, Portugal
  • José Amendoeira Instituto Politécnico de Santarém - Escola Superior de Saúde; Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém (UIIPS); Investigador Colaborador do Centro de Investigação e Qualidade de Vida (CIEQV); Unidade de Monitorização de Indicadores de Saúde (UMIS) – Investigador Integrado no Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde da Universidade Católica Portuguesa (CIIS/UCP); Portugal
Palavras-chave: Enfermagem, Investigação qualitativa, Narrativas

Resumo

A investigação qualitativa em saúde tem vindo a adquirir relevância, nomeadamente quando se pretende a identificação dos sentidos atribuídos ao conteúdo do cuidado de saúde e de forma concreta ao cuidado de Enfermagem. Releva-se a reflexão desenvolvida a partir da experiência profissional, nomeadamente quando operacionalizada através da narrativa das práticas Objetivo Compreender o contributo da narrativa em estudos de investigação qualitativa. Método-. Desenvolvemos um ensaio metodológico a partir de uma revisão da literatura centrada no tópico atual – a narrativa como técnica de investigação. Resultados – a análise de narrativas com conteúdo profissional, nomeadamente nas áreas da educação e da investigação, constituem-se como um resultado com identificação de domínios valorizados pelos profissionais de saúde (enfermeiros), na compreensão dos sentidos e significados do cuidar. Conclusões - recorrendo à narrativa como técnica de produção de dados, permite-nos identificar na perspetiva dos profissionais, atributos definidores de conceitos relacionados com a natureza da ação em enfermagem.

Publicado
2018-12-21