INTERVENÇÃO CONTEXTUALIZADA NO DOMINIO DA PROMOÇÃO DA SAÚDE

  • Maria do Carmo Figueiredo Escola Superior de Saúde de Santarém. Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém. Universidade Católica Portuguesa
  • José Amendoeira Instituto Politécnico de Santarém - Escola Superior de Saúde; Unidade de Investigação do Instituto Politécnico de Santarém (UIIPS); Investigador Colaborador do Centro de Investigação e Qualidade de Vida (CIEQV); Unidade de Monitorização de Indicadores de Saúde (UMIS) – Investigador Integrado no Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde da Universidade Católica Portuguesa (CIIS/UCP); Portugal
Palavras-chave: Aprendizagem da promoção da saúde, curricula de enfermagem, estudo de caso, estudo qualitativo, promoção da saúde

Resumo

Contexto: A evidência científica salienta ser necessário capacitar os estudantes de enfermagem para serem promotores de saúde no século XXI, afirmando que os compromissos da Promoção da Saúde (PrS) são princípio chave do desenvolvimento global e são, altamente, exigentes e políticos. Objetivos: Caraterizar o conhecimento dos professores sobre a PrS, na conceção, desenvolvimento e avaliação curricular; identificar os sentidos atribuídos pelos estudantes à aprendizagem da PrS. Método: Estudo de caso múltiplo: análise documental, observação participante e entrevistas. Tratamento e análise dos dados: conteúdo, domínios culturais e triangulação. Resultados: da análise dos dados emergiram os domínios: avaliação diagnóstica, diagnóstico, planeamento, implementação e avaliação dos cuidados. Conclusões: os estudantes relevam atributos do empowerment; não mobilizam os modelos de enfermagem; apresentam diagnósticos sem a síntese dos dados; salientam que a PrS não tem o mesmo estatuto das outras intervenções; procedem à implementação estandardizada e centram a avaliação nos resultados e culpabilização das pessoas.

Publicado
2018-12-21