Projeto WineWaterFootprint: Avaliação do uso eficiente da água em adegas da região sul de Portugal

  • Artur Saraiva Instituto Politécnico de Santarém – Escola Superior Agrária, Portugal
  • Adelaide Oliveira Instituto Politécnico de Santarém – Escola Superior Agrária, Portugal
  • Igor Dias Instituto Politécnico de Santarém – Escola Superior Agrária, Portugal
  • Margarida Oliveira Instituto Politécnico de Santarém – Escola Superior Agrária, Portugal
Palavras-chave: Uso eficiente da água, boas práticas, indicadores de consumo, adegas

Resumo

A adoção de práticas sustentáveis, focadas na eficiência de utilização de recursos e consequentemente em menores custos de produção é hoje um objetivo dos produtores de vinho. O uso das melhores técnicas disponíveis, associado ao acompanhamento de indicadores de consumo de água, permitem a constante monitorização da eficiência de utilização deste recurso e a sua melhoria contínua. O objetivo deste trabalho foi a avaliação do uso da água em quatro adegas tendo, para tal, sido feito o acompanhamento dos consumos de água e a avaliação das práticas utilizadas. Os consumos obtidos variaram entre 1,41 e 4,35 Lágua/Lvinho, constatando-se que os consumos mais elevados ocorreram no período de enchimento/engarrafamento. Relativamente às práticas, verificou-se que a formação e sensibilização dos trabalhadores é o fator mais relevante. A definição de metas, a monitorização dos consumos e a sensibilização dos trabalhadores são por isso essenciais para melhorar a eficiência do uso da água.

Publicado
2018-12-22